segunda-feira, 16 de julho de 2018

#Resenha - Para Todos os Garotos que já amei - Jenny Han


Para Todos os Garotos que já Amei
Livro #1
Jenny Han
Editora Intrínseca 

  Asim que esse livro saiu, fiquei apaixonada pela capa e pensei que seria um história em cartas, tem cartas claro, mas não muitas, e pensei que seria um romance bem adolescentes também, mas é um livro bem gostoso de ser lido, para passar o tempo e sentir saudade do tempo de escola rs'
  Para Todos os Garotos que já Amei, conhecemos Lara Jean, uma menina doce, inteligente e amiga, é a irmã do meio, de três irmãs, que perderam a mãe cedo que moram com o pai, as três vivem muito bem com o pai, são unidas e cuidam uns dos outros. A vida de Lara Jean muda quando Margot a irmã mais velha, acaba seu ano na escola e vai para a faculdade na Escócia. 
   Margot é a irmã mais velha, aquela que cuida de tudo e de todos, dá conta de todos os afazeres, e ainda a ajudam. Com a ida de Margot para a Escócia, as responsabilidades agora estarão por conta de Lara Jean, para seu pavor, como dirigir, ela odeia dirigir. Morgot é um modelo a ser seguido para Lara Jean, o que acaba deixando ela um pouco receosa em tomar atitudes por si mesmo, mas sempre recai o pensamento de como seria que Margo iria lidar com tal coisa.  Margot, não está só deixando a sua família, está deixando seu namorado, Josh para trás também, que é um grande amigo das meninas, e com a viagem de Margot, elas temem que as coisas mudem.
  Mas, Lara Jean, terá que resolver mais uma coisinha, quando se apaixonava por um garoto e as coisas não iam bem nesse "romance", Lara Jean, escrevia cartas de despedidas para cada um deles, falando o porque se apaixonou por ele e os motivos que levaram a tal acontecimento, mas essas cartas nunca foram enviadas, até que um dia, um dos cinco meninos, recebe a sua carta e ela sem entender nada, sem saber como essa carta foi enviada, tenta resgatar e sair bem na situação. Mas como essas cartas foram enviadas? Quem as enviou?
   Com essas cartas, Lara entra em cada situação embaraçosa, colocando sua reputação em jogo, como virar namorada de um dos garotos mais populares da escola e a Lara não tem uma imagem positiva dele, e ele por sua vez acaba conhecendo melhor a Lara e descobrindo o quão incrível ela é, essa situação é ótima, pois cada uma deixa aquele pré-conceito de lado e começam a se conhecerem melhor. 
 A partida de Margot, deixou tudo uma bagunça na vida de Lara Jean, e agora cabe a ela colocar em ordem e assumir o controle das coisas e cuidar de sua irmã mais nova, Kitty - que é uma fofura - e seu pai, que é um paizão para essas meninas.     
    O livro não trás aquela reflexão, mas sim sobre a vida de uma adolescente que vai aprendendo com suas escolhas e amadurecendo, o livro não é focado no romance, e sim na vida da Lara Jean que tem uma certa dependência de sua irmã mais velha, e como ela lidar com os problemas estando sozinha, cuidando da sua irmã mais nova. 
  A narrativa é em primeira pessoa, vemos tudo pela ponto de vista da Lara, a escrita de Jenny Han, é maravilhosa e muito gostosa, com personagens cativantes e engraçados. Lara Jean me envolveu demais nos seus romances, nas suas cartas, e nas suas confusões, o livro te envolve, foge um pouco dos clichês, não tem muito mimimi, a Lara é maravilhosa. Estou contando os dias para a estreia do filme na Netflix, que está um amor também!
Me contem se já leram e o que acharam.


quarta-feira, 11 de julho de 2018

#Conhecendo a Série: Os Hathaways - Lisa Kleypas



Oi oi pessoas!
Esse ano está sendo um ano de finalizar algumas séries que comecei a ler no ano passado, eu sou bem apegada aos personagens e fico adiando a leitura dos últimos livros das séries, ainda mais se for uma série que eu amo cada personagem, e isso aconteceu com a série "Os Hathaways" da autora Lisa Kleypas.
  Os Hathaways, é uma série de romances de época, publicado aqui no Brasil pela editora Arqueiro, da autora Lisa Kleypas, que vem conquistando muitos leitores do estilo. Eu comecei a ler essa série em 2016 e confesso que o primeiro livro não me prendeu muito, achei que a autora enrolou, mas depois que fui lendo o segundo e terceiro, fui percebendo a evolução da escrita, e como os personagens eram maravilhosos, todos especiais,com jeitos únicos.
  Os Hathaways, são uma família esquisita aos olhos da sociedade londrina, uma família sem etiqueta, que caiu de paraquedas nessa sociedade de grandes nomes, após o irmão mais velho Léo, ter recebido o título de Lorde Ramsay, o que acabou os aproximando dos eventos sociais e da alta sociedade.
Lord Ramsay é responsável pelas suas 4 irmãs, todas independentes, teimosas, inteligentes e decididas, apesar de Léo ser o "responsável" é Amélia que cuida de tudo da família e das irmãs e até mesmo do próprio Léo, que sofre por uma perda e acaba se perdendo também.
A cada livro vamos conhecendo melhor um membro da família Hathaway, e foram livros ótimos, bem escritos, personagens que são bem a frente da época, uma família que foge do tradicional, que foge das etiquetas impostas pela sociedade, uma família que é puro amor, não aceitam nada por aparências, nada que as afastem da verdadeira felicidade e aquilo que acham certo!
  As edições estão lindas, as capas maravilhosas, a editora arqueiro arrasou, a diagramação é simples, as letras bem confortáveis. Recomendo a série para apaixonados por romances de época, e se você ainda não conhece essa família, super indico, pois você irá se apaixonar e querer fazer parte.




 Desejo à Meia Noite - Resenha
Sinopse: Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Apesar de não conseguirem esconder a imediata atração que sentem, Rohan e Amelia ficam aliviados com a perspectiva de nunca mais se encontrarem. Mas parece que o destino já traçou outros planos.
Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia acredita que esse pode ser o início de uma vida melhor para os Hathaways. Mas não faz ideia de quantas dificuldades estão a sua espera. E a maior delas é o reencontro com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. Agora a independente Amelia se verá dividida entre o orgulho e seus sentimentos.
Será que Rohan, um cigano que preza sua liberdade acima de tudo, estará disposto a abrir mão de suas raízes e se curvar à maior instituição de todos os tempos: o casamento?




Sedução ao Amanhecer - Resenha
Sinopse: O cigano Kev Merripen é apaixonado pela bela e bem-educada Win Hathaway desde que a família dela o salvou da morte e o acolheu, quando era apenas um menino. Com o tempo, Kev se tornou um homem forte e atraente, mas ainda se recusa a assumir seus sentimentos por medo de que sua origem obscura e seus instintos selvagens prejudiquem a delicada Win. Ela tem a saúde fragilizada desde que contraiu escarlatina, num surto que varreu a cidade. Sua única chance de recuperação é ir à Franca, para um tratamento com o famoso e bem-sucedido Dr. Harrow. Enquanto Win está fora, Kev se dedica a coordenar os trabalhos de reconstrução da propriedade da família, em Hampshire, transformando-se num respeitável administrador, mas também num homem ainda mais contido e severo. Anos depois, Win retorna, restabelecida, mais bonita do que nunca... e acompanhada por seu médico, um cavalheiro sedutor que demonstra um óbvio interesse por ela e desperta o ciúme arrebatado de Kev. Será que Win conseguirá enxergar por baixo da couraça de Kev o homem que um dia conheceu e tanto admirou? E será que o teimoso cigano terá coragem de confrontar um perigoso segredo do passado para não perder a mulher da sua vida?

Tentação ao Por do Sol - Resenha
Sinopse: Poppy Hathaway está em Londres para sua terceira temporada de eventos sociais. Como nos dois anos anteriores, ela se hospedou com a família no hotel Rutledge. E, como nos dois anos anteriores, tudo indica que retornará a Hampshire sem ter encontrado um pretendente com quem se casar.
Apesar de ser extremamente bonita e gentil, Poppy tem duas grandes desvantagens em relação às outras moças: sua inteligência deixa muitos homens acuados e o fato de vir de uma família tão pouco convencional faz com que os melhores partidos nem sequer a abordem.
Mas o destino a coloca no caminho de Harry Rutledge, um homem de passado triste, que venceu na vida por conta própria e aprendeu a encarar tudo como um negócio. O dono do hotel não ama ninguém, confia em poucos e manipula todos. Porém, mesmo sendo tudo o que Poppy nunca almejou, ela não pode negar o fascínio que sente por ele.
Quando Harry conhece Poppy, é tomado pelo desejo. Ele imediatamente tem a certeza de que a jovem será sua e, para o bem ou para o mal, não mede esforços para que isso aconteça.
Mas fascínio e desejo não serão suficientes para construir sua história, sobretudo quando uma traição põe em jogo as bases do relacionamento. Agora, é entre quatro paredes que eles tentarão resolver problemas e anular diferenças, num romance sensual em que seu futuro juntos pode mudar a cada toque, cada encontro, cada descoberta.

Manhã de Nupcias - Resenha
Sinopse: Quando herdou o título de lorde Ramsay, Leo Hathaway e sua família passavam por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Mas agora as coisas vão bem. Três de suas quatro irmãs já estão casadas, uma preocupação que Leo nunca teve consigo mesmo. Solteiro inveterado, ele tem uma certeza na vida: nunca se casará.
Mas então a família recebe uma carta que pode pôr tudo isso em risco: se Leo não arrumar uma esposa e gerar um herdeiro dentro de um ano, ele perderá o título e a propriedade onde todos vivem.
Solteira e sem pretendentes, a governanta Catherine Marks talvez seja a única salvação da família que a acolheu com tanto carinho. O único problema é que Leo não compartilha do mesmo afeto que suas irmãs têm pela moça.
Para ele, Catherine é uma megerazinha cheia de opinião que fala demais. Apesar de irritá-lo e quase o levar à loucura, ela é a primeira e única mulher com quem ele considera se casar.
Catherine, por sua vez, tem uma opinião igualmente negativa a respeito do patrão. Além disso, ela esconde alguns segredos do passado e um deles pode destruir a vida que tão cuidadosamente construiu para si.
Agora Leo e Catherine precisam um do outro, mas para vencer as dificuldades e consertar as coisas eles terão que superar as turras e as diferenças, num romance intenso e sensual que só Lisa Kleypas poderia ter escrito.

Paixão ao Entardecer - Resenha
Sinopse: Mesmo sendo uma família nada tradicional, quase todos os irmãos Hathaways se casaram, até mesmo Leo, que era o mais avesso a essa ideia. Mas para a caçula Beatrix, parece não haver mais esperança.
Dona de um espírito livre, apaixonada por animais e pela natureza, Beatrix se sente muito mais à vontade ao ar livre do que em salões de baile. E, embora já tenha frequentado as temporadas londrinas e até feito algum sucesso entre os rapazes, nunca foi seriamente cortejada, tampouco se encantou por nenhum deles.
Mas tudo isso pode mudar quando ela se oferece para ajudar uma amiga.
A superficial Prudence recebe uma carta de seu pretendente, o capitão Christopher Phelan, que está na frente de batalha. Mas parece que a guerra teve um forte efeito sobre ele, e seu espírito, antes muito vivaz, se tornou bastante denso e sombrio.
Prudence não tem a menor intenção de responder, mas Beatrix acha que ele merece uma palavra de apoio mesmo depois de tê-la chamado de estranha e dito que a jovem é mais adequada aos estábulos do que aos salões. Então começa a escrever para ele e assina com o nome da amiga. Beatrix só não imaginava o poder que as palavras trocadas teriam sobre eles.
De volta como um aclamado herói de guerra, Phelan está determinado a se casar com a mulher que ama. Mas antes disso vai ter que descobrir quem ela é.

Me conte: Vocês já leram algum livro da série? Se já, gostaram, o que acharam? Me contem nos comentários, adoro os comentários de vocês e sempre respondo com maior carinho!
Obrigada pela visita e volte sempre!
domingo, 8 de julho de 2018

#Resenha - Tentação Sem Limites - Abbi Glines


Tentação Sem Limites
Abbi Glines
Editora Arqueiro



    Tentação Sem Limites é o segundo livro da série Rosemary Beach, da autora Abbi Glines, publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro, uma série que conquistou muitos leitores e ainda vem conquistando. 
   A série nos conta a história de Blaire Wynn que ao perder sua mãe e ter de vender a casa, ela terá de procurar seu pai, a única pessoa que resta no mundo. Seu pai deu o endereço da casa da sua atual namora, mas ao chegar lá Blaire conhece Rush Finlay, a primeira vista parece que Rush não a suporta, mas a aceita em sua casa, e no decorrer dos dias, os dois vão se conhecendo melhor.
  Com as revelações do último capítulo do primeiro livro, Blaire, se vê ainda mais sozinha, a unica pessoa que ela tinha no mundo, é um mentiroso, o garoto por quem está se apaixonando, também está mentindo e escondendo coisas dela. Blaire não será capaz de perdoar Rush pelo sofrimento que ele causou, escondendo dela um segredo que muda tudo. Decidida a recomeçar, Blaire volta para a sua cidade, tentando recomeçar, sem pessoas mentindo. Mas, as coisas não saem como ela imaginou, e a visita de sua amiga e colega de trabalho, a Beth, trás uma nova esperança de recomeço na sua vida. Mas, como recomeçar sem ser em Rosemary? Blaire não quer voltar para lá, todos sabem da história da sua "família", como encarar a pessoa que mais magoou? Mas, ela não tem outra saída a não ser voltar para seu emprego o clube e  seguir a sua vida.
   Rush está devastado com a partida de Blaire, como o segredo a afetou profundamente e ele sabe que a culpa do sofrimento de Blaire é em parte, culpa dele, mas Rush está determinado a lutar para reconquistar a confiança e amor de Blaire, mesmo que isso signifique colocar a sua irmã Nan, em segundo lugar.
   Tentação sem Limites, é um livro de recomeços, mesmo que as coisas pareçam estarem perdidas, há uma chance de recomeçar, e é isso que Blaire quer, recomeçar a sua vida, e ela pode contar com algumas pessoas que estão ali para ajuda-la, Beth, Woods e amigos do clube. A sua volta para Rosemary Beach irá causar ainda algumas dores, mas será necessário seguir em frente e encarar seus sentimentos por Rush.
  A narrativa da Abbi é rápida e super dinâmica, sem muita enrolação, a autora é bem direta nas situações, a cada final de capítulo, você fica curiosa para o seguinte, deixando o leitor preso na trama. O livro possui 280 páginas, e você lê super rápido, devido a todo drama familiar.
  Gostei desse segundo livro, achei bem desenvolvido, sem muita enrolação. Os personagens ão ótimos, menos a Nan, irmã do Rush, o garota insuportável, dá vontade de entrar lá e dar uma sacudida, tanto nela quanto no Rush, mas enfim... foi uma leitura ótima, tanto que já li até o terceiro livro, e adorei! Em breve resenha!
  
  
quarta-feira, 4 de julho de 2018

#TBR - Julho


Oi oi gente!
como vocês estão?
Mais um mês que se inicia né, gente como está passando rápido. segundo semestre já, e eu nem estou na metade da meta haha.. to rindo de desespero.. e vocês, já bateram a meta, estão próximo? me contem!
Hoje venho falar de TBR, minhas escolhas para o mês de Julho, no mês de Junho li 5 livros, aé fugi um pouco da TBR rs' e fiquei com dois livros pela metade, foi bem proveitoso a meu ver!

Nesse mês escolhi 3 livros para ler são eles:


Amor & Gelato - Jenna Evans
Esse livro comprei assim que lançou, mais ainda não consegui pegar para ler, irei ler esse mês e espero me apaixonar, pois li tantas resenhas positivas. Uma viagem para Itália, passarei o verão lá com Lisa, que está realizando último desejo de sua mãe.




O Ar que Ele Respira - Brittainy C. 
Para falar a verdade estava adiando essa leitura o máximo que podia, pois já tive contato com a escrita da autora no livro Sr. Daniels, e como eu fiquei de ressaca, meu deus haha.. então irei correr o risco rs' pois estou bem animada. Em breve resenha!

Orgulho e Preconceito - Jane Austen
Pensa em um livro parado na estante a anos? Eu não sou de ler clássicos, mas todo ano faço aquela lista de clássicos para ler, e no final do mês passado encontrei um projeto de leitura coletiva de Orgulho e Preconceito, fiquei bem animada, e esse mês demos inicio,  já estou lendo e gostando, então em breve terá resenha aqui no blog. 






Livros da TBR de Junho para terminar 


Mentira Perfeita - Carina Rissi
Eu adoro a narrativa da Carina, e o livro Procura-se um Marido demorou mais me conquistou. Mas, esse livro "Mentira Perfita" está demorando e muito para me prender, o livro possui 462 páginas, e gente já estou nas 200 páginas, e nada de as coisas se desenvolverem, uma coisa que me incomoda muito nos livros da Carina é o excesso de páginas, fica martelando em uma coisa só, que o leitor já entendeu, enfim, acho que se não fosse pela enrolação já teria terminado esse livro!

Um de nós está mentindo - Karen M. McManus
Tinha começado a ler esse livro no Kindle, li o primeiro capítulo e deixei um pouco de lado devido a um romance que não me deixava ler nada rs' e agora estou voltando a ler, e estou gostando da narrativa e do mistério, estou bem animada com a leitura, em breve resenha por aqui. 

Então é isso pessoas, me contem se já leram algum desses livros, o que acharam, ou se pretendem ler! Adoro os comentários e sempre respondo, então sintam-se a vontade para me contarem! Obrigada pela visita e voltem sempre! beijos!

sábado, 30 de junho de 2018

#Resenha - Um Amor como Vingança - Monica Christina



Um Amor como Vingança 
Mônica Cristina
Série: Paixões Gregas 
    Um Amor como Vingança é o primeiro livro da série Paixões Gregas da autora Mônica Cristina, siim um nacional ♥  e nossa, como estou apaixonada por essa série. Li uma resenha em algum blog que não me recordo, e quando falam que está disponível no Kindle Unlimited, eu já vou lá e coloco na listinha de leitura, e esse nem ficou muito tempo lá esperando, já saiu furando a fila e passou na frente de tantos livros (abusado) que nem sei como me justificar. Eu adoro um romance, pode me falar que é clichê que mesmo assim eu leio, e Um Amor como Vingança me conquistou e muito. Mas vamos a resenha!
   Um Amor como Vingança, nos conta a história dos lindos dos Stefanos, Leon, Heitor, Ulisses e Nick, e nesse primeiro livro vamos conhecer o Leon Stefanos, o irmão mais velho. Os Stefanos nasceram e viveram na Grécia por um curto período, depois de sua mãe Helena, abandonar o marido e os quatro filhos para viver com o homem mais rico da ilha, Os Stefanos foram "expulsos"da ilha para um pais que não sabiam falar a língua e se viraram tentando sobreviver e se manterem unidos, já que seu pai entrou em grande tristeza, não tendo condições de cuidar de quatro crianças.




  O tempo passou e os Stefanos cresceram, trabalharam e construíram um grande império, são ricos e estão de volta a Grécia, com sede de vingança contra aquele que trouxe tanta tristeza para esses irmãos.
  Leon Stefanos, é o mais velho, um homem que cuidou dos irmãos, sempre dando seu melhor para proteger seus irmãos e permanecerem juntos em meio as dificuldades, Leon foi o pai que faltou no momento de aperto, e agora que praticamente a ilha de Kirus pertence aos irmão, tudo que eles querem é expulsar o homem que destruiu a infância deles, o Sr. Kalimontes, sua sede de vingança fala mais alto.  Mas as coisas mudam quando Leon descobre que Kalimontes possui uma filha, Melissa Kalimontes, uma jovem doce, com ar de inocente que se muda para sua casa, mas será que Leon vai levar essa vingança adiante depois de conhecer Melissa?
  Melissa Kalimontes é uma jovem doce, meiga, muito diferente de seu pai, foi criada e educada dentro de casa, são poucos que sabem da sua existência na ilha, sua relação com o pai não é das melhores, já que seu pai a culpa por tudo que tem acontecido, seu pai está falido, não que isso faça alguma diferença na vida de Melissa, mas sua vida irá mudar, já que Leon Stefano quer se vingar de seu pai.
  Uma Amor como Vingança foi uma grande surpresa pra mim, como já disse, eu adoro romances e comecei a ler sem muitas expectativas, e fui fisgada pela história que a Mônica escreveu, por seus personagens lindos, pelo enredo simples que foi bem desenvolvido, me deixando apaixonada pelos Stefanos. A história tem uma cenário lindo, se passa na Grécia, e a Mônica faz descrições maravilhosas, me senti na Grécia mesmo, na ilha linda de Kirus.
  Os personagens são bem desenvolvidos, e temos a narrativa tanto do Leon como o ponto de vista da Melissa também, eu adoro quando podemos ver os dois lados da história, me sinto muito mais próxima dos personagens. E também os irmãos são uns fofos, cada um com sua característica, o Leon é bem sério, determinado com a vingança, leva muito a sério o trabalho, sua vida é trabalho mesmo, mora na ilha de Kirus, a casa de Kirus é o porto seguro dos irmão, a fortaleza deles, mas os outros, estão espalhados pelo mundo, Nick e Ulisses moram em Nova York e cuidam dos negócios por lá, Heitor mora e Londres e comanda a empresa. Mas pelo menos uma vez por mês eles se encontram na Grécia para falarem de negócios, o relacionamento deles é algo lindo, a amizade e cumplicidade.
  Estou apaixonada por essa série super envolvente, que conquista fácil fácil. Recomendo para quem gosta desses romances que nos envolve, com uma pitadinha de clichê, mas que deixa o coração todo derretido. 
 A série está toda no Kindle Unlimited, então quem possui, aproveite e se apaixone pelos Stefanos ♥


  

terça-feira, 26 de junho de 2018

#Resenha - Corte de Espinhos e Rosas - Sarah J. Mass


Corte de Espinhos e Rosas
Livro #1
Sarah J. Mass
Editora Galera

Corte de Espinhos e Rosas
Corte de Névoa e Fúria
Corte de Asas E Ruína


   Corte de Espinhos e Rosas da Sarah J. Mass, é uma série que vem sendo bem comentada nos blogs e redes sociais, o que vejo de leitores recomendando não só essa série, mas a série Trono de Vidro,é de deixar qualquer um intrigado e curioso para ler seus livros e conhecer sua escrita. Fiquei mega curiosa com essa trilogia, e li o primeiro livro "Corte de Espinhos e Rosas" que nos conta a história de Feyre que vive em um aldeia simples e de pobreza. Os humanos eram escravizados por  seres místicos de grande poderes, mas depois de uma guerra os humanos foram libertos, mas os seres místicos existem e vivem atrás da muralha que os separam. Após a guerra, os humanos se viram como podem, sobrevivem através de caça e vendas aos forasteiros e algumas famílias possuem suas riquezas.
  Feyre, filha mais nova de duas irmãs, é a responsável por levar comida para a casa, já que suas irmãs só sabem reclamar e sugar as suas energias, seu pai um inválido que não liga para nada após perder a sua fortuna e esposa entrou em depressão, então cabe a Feyre conseguir alimento na floresta para sobreviverem.
   Em uma de suas caçadas pela floresta, Feyre se depara com um grande lobo, ameaçador  não hesita em lançar uma de suas flexas sobre ele. Feliz com a caça, Feyre, volta para sua já pensando em quanto tempo a comida irá durar e o que se pode fazer com o couro do animal. Mas, em uma noite fria, a pequena cabana, é invadida por uma fera fora do normal, e o cheiro de magia deixa claro que se trata de um feérico - seres misticos - e foi ali em busca de justiça pela morte de um dos seus, o lobo que Feyre matara na floresta.  Como pagamento pela vida do seu amigo, a besta exige que Feyre se entregue e vá viver com ele. Com medo de fazer algum mal a sua família, Feyre, decide se entregar, deixando sua família para trás e seguindo a besta para a muralha.


"Eu sabia... eu sabia que seguia um caminho que provavelmente terminaria com meu coração mortal despedaçado, mesmo assim... Mesmo assim, não pude evitar."

   Feyre, é uma personagem que demorei a simpatizar, é fechada, vive de mal humor, mas com a família que tem, não é para menos, até que ficaria. Mas a sua determinação é admirável, busca  sustento para suas irmãs ingratas que só sabem humilhar e viver como se ainda tivessem algum dinheiro, foi dificil digerir essa família. Feyre, saia para buscar alimentos com seu arco e flexa, uma coisa que é muito boa, inteligente, sabe como caçar. 
  Do outro lado da muralha, Feyre, descobre que está na Corte Primaveril e que a besta é um homem. O Grão Senhor da Corte, Tamlin, mas ele e os outros feéricos vivem com uma máscara no rosto, que foi resultado de uma praga que assola a corte há mas de 50 anos, deixando Feyre, intrigada e nós leitores também.
  Esse mundo criado pela Sarah é fantástico, somos envolvidos pelos mistérios que cercam a Corte de Tamlin e todo o reino de Prythian, somos apresentados a personagens fortes, que possuem caracteristicas marcantes, nos envolve nos seus mistérios de forma rápida. 
 Assim que comecei a ler, fiquei bem envolvida, mas no decorrer da leitura meu rítimo foi caindo, eu gostei muito do rumo que a história estava tomando, mas comecei a me cansar, já estava achando bem repetitiva e não via a hora de saber mais detalhes, mas mistérios rs' 
Terminei o livro, parecia que tinha um peso em cima de mim, que enquanto eu não terminasse, não ia ter paz. Quero iniciar o segundo, mas ando tão receosa com o tamanho dos próximos livros, mas quero mais detalhes de alguns personagens que marcaram nesse primeiro livros, como o misterioso e lindo do Rhysand, e espero saber muito mais dele no próximo livro. Bom, eu dei três estrelas nesse livro, pelo fato de não conseguir me conectar com a Feyre, a história como falei, foi dando uma enrolada e eu não via a hora de finalizar. Mas, pretendo ler os demais livros, e recomendo para quem gosta de fantasia. 
Me contem se já leram, e o que acharam ou se pretendem ler.
obrigada pela visita e voltem sempre!


quarta-feira, 20 de junho de 2018

#Resenha - O Ódio que Você Semeia - Angie Thomas




O Ódio que Você Semeia  
Angie Thomas
Editora Galera

Pensa em um livro que logo nas primeiros capítulos te dá aquela tapa na cara, mas aquele tapa na cara bem doído. Esse livro é "O" livro, que todos deveriam ler, uma história tão verdadeira, infelizmente, uma história que nos faz refletir tanto, sobre nós, sobre o que semeamos, na nossa vida, sobre o semeamos de bom nesse mundo tão ruim em que vivemos.

   Em O Ódio que você semeia, conhecemos Star, uma jovem negra, que assim como muitos negros enfrentam todos os dias a discriminação. Star e seu amigo de infância, Khalil, estão em uma festa quando decidem ir embora, e na estrada são parados por uma viatura da policia, uma coisa que seus pais sempre ensinaram a Star era como se comportar quando diante de um policial: sem movimentos bruscos, mãos onde ele possa ver. Não somente ela aprendeu como seus pais passam isso para seus outros irmãos. É algo que uma criança deva aprender logo de cara?  Mas, infelizmente essa é a realidade de Star e das pessoas de seu bairro. 
  Ao serem parados pelo policial, Khalil faz uma movimento errado, que fez  policial interpretar que ele fosse fazer algo contra a sua vida, e acaba assassinando Khalil na frente de Star, por puro preconceito com dois jovens negros, achando que iriam lhe fazer algum mal. A morte de Khalil abala demais a vida de Star, sendo a única testemunha, sendo seu melhor amigo ali morto por uma "suposição", morto por um policial branco.

"Já vi acontecer um monte de vezes: uma pessoa negra é morta só por ser negra e o mundo vira um inferno"

  Após a morte de Khalil, Star passa por situações que não deveria passar. Vivendo em um bairro onde gangues vivem em conflitos, seus pais trabalham dia e noite para darem o melhor para ela e seus irmãos. Star vivem em dois mundos, a Star do gueto e a Star da escola particular, onde estudam pessoas de classes sociais melhor, pessoas brancas, nesse mundo a Star cheia de gírias, estilo com seus tênis maneiro, se segura para não deixar esse lado aparecer diante de seus amigos ricos, uma coisa que acaba a deixando exausta, ainda mais com a morte de Khalil, parece que de alguma forma ela o está traindo, traindo de onde vem, traindo a sua cor, mas isso é puro medo, medo da descriminação, medo de ser deixada de lado, medo dos julgamentos, O Medo paralisa as pessoas, a deixam confusa e inseguras.
   Diante da morte de Khalil, Star vive um misto de sentimentos, luto, raiva, sede por justiça, se senti ameaçada, frágil, insegura entre tantas coisas, e sendo a única testemunha do crime, está em suas mãos fazer justiça pelo assassinato de seu melhor amigo, mas para isso Star tem de ser forte e usar a sua voz para todo o mundo ouvir o que realmente aconteceu naquela noite e o que realmente o policial Um-quinze fez.
   O ódio que você Semeia, é um livro com uma história realista, a verdade nua e crua. A verdade de um sistema que só favorece os brancos, um policial branco será condenado por matado um negro? A realidade de muitos jovens negros que só pela cor da sua pela são julgados e discriminados. A autora nos passa de uma forma simples a realidade de jovens que são assassinados diariamente por policiais que matam primeiro para depois perguntar (uma coisa estranha, mas que só funciona na cabeça deles).


  A autora nos faz refletir sobre esse ódio que é semeado nas pessoas. De onde vem esse ódio só pelo fato de a cor da outra pessoa ser mais escura? O que isso interfere na vida das pessoas, todos nós somos iguais, independente de cor, de religião, de tudo.  No decorrer dessa leitura fiquei pensando nesse nossa geração, como o ódio tem falado mais alto, gente,é um coisa horrível. Parece que o ódio vem sendo semeado com muito mais força nos lares, tudo hoje é matar, tudo hoje é para resolver na base de briga e discussões.  O preconceito se aprende lá quando ainda é pequeno, e vai sendo passado de geração para geração, hoje as pessoas não se policiam no que falam diante de crianças, aí aquela criança já vai crescendo ouvindo tanto ódio nas palavras e quando menos se espera, já está sentindo ódio de uma coisa só porque aprendeu que deveria sentir tal ódio por tal coisa.
   O Ódio que você Semeia nos mostra que o ódio vem de uma sociedade que diminui uns aos outros e grande parte dos que são diminuídos são negros e pobres, por sua cor, sofrem por não receber os devidos cuidados, apoio, oportunidades de uma sociedade preconceituosa, que aprende desde pequeno a odiar uns aos outros, mas até o momento que esse ódio se voltando contra ele.
   Tinha muito tempo que não lia um livro tão forte assim, Star representa muito bem os negros que são oprimidos, que são diminuídos, mas também representa a voz que precisa ser levantada, Star soube usar a sua maior e melhor arma, sua voz, isso ninguém pode tirar de nós.



" Esse é o problema. Nós deixamos as pessoas dizerem coisas, e elas dizem tanto que se torna uma coisa natural para elas e normal para nós. Qual o sentido de ter voz se você vai ficar em silêncio nos momentos que não deveria?"

   Livro de estreia da autora Angie Thomas, veio para ficar na cabeça pelo resto da vida, com uma história jovem, repleta de ensino, sobre um cultura rica, mas que é olhada com olhos de raiva e desprezo. A narrativa de Angie é maravilhosa, a autora sabe prender a atenção do leitor, sabe conquistar, e sabe transmitir muito bem os sentimentos contidos na história. Impossível não se envolver completamente com a luta de Star, não sentir tudo que a jovem passa. Um livro que deve ser lido e trabalhado nas escolas com toda certeza e cara, um livro que deve ser adaptado para os cinemas.  Super recomendo a leitura!